Fotos

138 900 €

Prestação Estimada
CALCULAR

Terreno com Benfeitorias - Moradia

Torres Vedras, Dois Portos e Runa

Referência: C0364-01804

Planta do imóvel

Terreno com 2380 m2, todo em malha urbana, com um índice de construção de nível VI ou seja 25% da área total (cerca de 1995 m2 de área de implantação), junto à Estrada Nacional nº 248 (EN 248), que liga Arruda dos Vinhos à Estrada Nacional 9 (EN9), no lugar de Moncova, que pertence à União de Freguesias de Dois Portos e Runa, concelho de Torres Vedras.
O terreno é praticamente plano e embora esteja a confluir com a EN 248 tem muita privacidade.
A construção existente é de uma moradia com dois pisos, que teve projeto submetido à Camara Municipal de Torres Vedras e licença de construção emitida Pela mesma Câmara Municipal, mas que por contingências pessoais do proprietário da altura não foi construída de acordo com o projeto, pelo que não tem licença de utilização. Por esse motivo é vendida não como moradia mas como um terreno com benfeitorias.
Para continuar a construção e obter licenciamento desta construção será preciso submeter à Câmara Municipal um projeto de alterações, que ficará a cargo do comprador/novo proprietário.
A construção neste momento tem no piso zero, do lado esquerdo um apartamento de tipologia T3 (3 quartos) e do lado direito um T1, por acabar, e no piso 1, que está dividido ao meio, com uma das partes ampla e na outra 3 divisões.
Na propriedade há ainda um barracão, um canil e um telheiro, para parqueamento de automóvel.
No terreno há árvores de fruta, de diversas qualidades e uma zona que foi de horta.

Um pouco acerca da história das vilas mais próximas, Sobral de Monte Agraço e Arruda dos Vinhos onde pode encontrar uma grande oferta de serviços, comércio diversificado, com terminais rodoviárias que fazem a ligação diária para Lisboa:
- Sobral de Monte Agraço…
O mais antigo documento que se conhece relativamente ao concelho de Sobral de Monte Agraço é datado de 1 de Outubro de 1186, sendo uma carta de doação do rei D. Sancho I ao bispo de Évora, D. Paio, do reguengo do Soveral. Logo se começou a desenvolver um agregado populacional neste reguengo, junto à Igreja de São Salvador e dos Passos.
Sobral de Monte Agraço foi oferecida como Senhorio Honorífico em 1771, por D. José I a Joaquim Inácio da Cruz, Tesoureiro-Mor do Erário Régio, que adotou então o sobrenome "Sobral"
Durante a Guerra Peninsular, Sobral de Monte Agraço estava integrada nas Linhas de Torres. Em Outubro de 1810, o Exército Francês chefiado por André Massena aproximou-se das Linhas, verificando que os Portugueses tinham submetido a área defronte das mesmas a uma política de terra queimada. Depois de uma escaramuça em Sobral de Monte Agraço, no dia 14 de Outubro, os Franceses aperceberam-se que não conseguiriam avançar mais.
No episódio da terceira invasão francesa, Sobral de Monte Agraço teve um papel decisivo ao travar a progressão das tropas francesas a caminho de Lisboa, nomeadamente através dos combates de Sobral e Seramena e do Forte Grande do Alqueidão.

Detalhes
  • Preço:  138 900 €  
  • Estado: Venda
  • Área bruta:  7,980 m2
  • Área do Terreno:  2,380  m2
  • Tipo de estacionamento: 5 Coberto
Caracteristicas
  • Jardim
  • Logradouro
  • Parque de estacionamento Parque de estacionamento exterior
  • Pátio
Zona Envolvente
  • Piscinas (5000m) - Sobral de Monte Agraço
  • Cidade (5000m) - Sobral de Monte Agraço
  • Biblioteca (5000m) - Sobral de Monte Agraço
Prestação Mensal Estimada

138 900 €

Intermediário de crédito
Clique para uma simulação personalizada