FESTIVAL ARTE(S)EM PALCO APRESENTA ESPETÁCULOS EM TODAS AS LOCALIDADES DO CONCELHO DE REGUENGOS DE MONSARAZ

Concertos, teatro e marionetas realizam-se de maio até outubro

Todas as localidades do concelho de Reguengos de Monsaraz vão receber de maio a outubro espetáculos integrados no Festival Arte(S)em Palco. Esta iniciativa da Bolsa D’Originais – Associação Cultural com o apoio do Município de Reguengos de Monsaraz e da Direção-Geral das Artes vai realizar 15 concertos e espetáculos de teatro e de marionetas com entrada livre e lugares limitados, de acordo com as normas da Direção Geral da Saúde.

O Festival Arte(S)em Palco abre no dia 9 de maio, às 11h, na Igreja de Santiago, em Monsaraz, com o teatro “Parda”, pelo TEatroensaio, a partir de um texto de Gil Vicente. Esta peça de teatro dirigida por Pedro Estorninho e interpretada por Inês Leite vai também ser apresentada no dia 16 de maio, às 11h, no Centro Cultural Caridadense 1.º de Maio, na aldeia de Caridade.

No dia 22 de maio, igualmente às 11h, realiza-se um concerto de percussão e bombos tradicionais na Praça Bernardino José Cruz, em Campinho, com o percussionista Aldovino Munguambe que convidou o grupo de bombos tradicionais Tomba-Lobos, de Redondo. Neste concerto intitulado “Marimba Spiritual” será interpretada uma das peças mais icónicas do repertório para marimba, escrita pelo compositor japonês Minoru Miki como sinal de revolta e alerta sobre a fome que se viveu em África entre 1980 e 1990.

Guirimbadu é um projeto criado em 2017 por Eudoro Grade na guitarra e Vasco Ramalho na marimba e vai ser apresentado no dia 12 de junho, às 21h, no palco exterior da Casa do Cante, no Telheiro, e no dia 4 de julho, pelas 21h30, no Centro de Convívio, em Carrapatelo. Este duo tem tocado em festivais em Portugal, Espanha, França, Alemanha, Itália e Montenegro e interpreta melodias desde Bach aos Beatles, passando por Gismonti e Villa-Lobos, mas também pela música portuguesa.

La Mar de la Musica Ensemble é a união dos músicos Eduardo Ramos (alaúde árabe e voz), Joana Godinho (mezzo-soprano) e Daniela Tomaz (flauta e adúfe) e vão apresentar o seu repertório de música medieval de raiz mediterrânica nos dias 19 e 20 de junho, respetivamente no Centro Cultural e Convívio em Santo António do Baldio e no Centro Cultural em Outeiro, com ambos os concertos a terem início às 18h30. O ensemble evoca o património musical do território do Gharb Al-Andalus, procurando evidenciar as culturas coexistentes na Península Ibérica até finais do século XV, através de uma seleção de temas seculares e religiosos transversais à cultura cristã, mourisca e sefardita.

No dia 3 de julho, às 21h30, a Igreja Matriz em S. Pedro do Corval vai receber Voces Splendentes, um ensemble vocal de Évora que integra cantores e músicos profissionais com experiência no âmbito do repertório coral e de câmara. O concerto será preenchido por obras corais a capella, em que as peças escolhidas são representativas da sofisticada e expressiva escrita cromática da segunda metade do século XIX, num programa com obras que atravessam o repertório sacro e secular.

O Duo Lundú com Joana Godinho (voz) e José Farinha (guitarra romântica e guitarra clássica) vai atuar no dia 10 de julho, pelas 21h, no Largo do Cruzeiro, em S. Marcos do Campo, e no dia 9 de outubro, às 16h30, no Centro de Convívio na Barrada. Estes recitais vão ser comentados para enquadrar o público numa viagem pelo universo da canção de câmara do século XIX em Espanha, Portugal e Itália, com alguns dos compositores mais emblemáticos do repertório erudito para canto e guitarra.

O Festival Arte(S)em Palco apresenta o grupo Al’Marafado no dia 18 de julho, às 21h, no Centro de Recreio Popular, em Motrinos, e no dia 26 de setembro, pelas 19h, no Centro Cultural Cumeadense, na Cumeada. Joana Godinho (voz), Bruno Martins (contrabaixo), Daniela Pinhel (oboé) e Vasco Ramalho (marimba e percussões) interpretam na primeira parte do concerto canções intemporais de Zeca Afonso, Fausto, Vitorino e de outros nomes icónicos da música portuguesa e da canção de intervenção. Na segunda parte vão ouvir-se os ritmos quentes do Brasil, com destaque para as músicas e os poemas de Tom Jobim e de Chico Buarque.

A Praça da Liberdade, em Reguengos de Monsaraz, vai receber no dia 4 de setembro, pelas 21h30, um espetáculo de marionetas com os robertos tradicionais e música ao vivo pela Trulé Marionetas. Este espetáculo com Manuel Dias (manipulação, construção dos bonecos e palheta), António Bexiga (música original, arranjos, viola campaniça e percussão) e Nuno do Ó (arranjos, guitarra, percussão e voz) vai ser repetido no dia 2 de outubro, às 16h30, no jardim público em Perolivas.

O Festival Arte(S)em Palco apresenta no dia 18 de setembro, pelas 21h30, na Praça da liberdade, o Quinteto de Metais Alentejano e o Grupo Coral da Casa do Povo de Reguengos de Monsaraz. O quinteto composto por Hélio Ramalho (trompete), João Carlos Araújo (trompete), Rui Rúbio (trompa), João Rasteiro (tuba) e Flávio Bolrão (trombone) e o grupo coral vão fundir as sonoridades numa junção inédita entre a música de câmara erudita e o Cante Alentejano, com arranjos adaptados a estas duas formações, num espetáculo em que se poderão ouvir algumas das mais conhecidas modas alentejanas com o grupo de metais a acompanhar as vozes.